Se você planeja abrir uma agência ou mesmo se trabalha como freela / home office, saiba que alocar uma parte da sua verba para ferramentas será indispensável. Além de ajudarem na organização do trabalho, nos ajudam a poupar tempo e dinamizar tarefas.

Obviamente, cada profissional se sentirá mais a vontade com uma determinada ferramenta, mesmo porque cada uma terá mais ou menos funções que lhe são particularmente úteis, mas abaixo listamos as 7 ferramentas que não abrimos mão na Izanagi:
 

Basecamp

A partir de $29 / mês
É impossível trabalhar com projetos e equipes sem um sistema de gestão de tarefas bem estruturado. O Basecamp é um sistema da conhecida 37signals que nos permite definir equipes, discutir projetos, controlar horas gastas em cada tarefa, armazenar arquivos e convidar clientes para que tenham acesso a áreas determinadas pela agência, como na aprovação de layouts, deixando documentado no sistema.

https://basecamp.com/

Similares que já testamos:

 

Highrise

A partir de $24 / mês
Highrise é um sistema de CRM da 37signals, mesma empresa do Basecamp. A ferramenta nos permite gerenciar clientes, prospects e empresas, cadastrar tarefas administrativas, adicionar lembretes, gerenciar e armazenar emails importantes dentro da ferramenta e oferece um sutil controle financeiro, dividindo os valores em recebidos (projetos fechados) e perdidos (contratos não concretizados). Mesmo com muitas funções, a ferramenta não é a melhor do mercado, mas nos atende em particularidades da agência.

https://highrisehq.com/

Similares que já testamos:

 

Slack

Gratuito para pequenas equipes.
Slack é um sistema de comunicação para equipes, o que é fundamental principalmente para empresas que trabalham com times remotos. Com o uso do communicator é possível criar canais (um para cada projeto, por exemplo), centralizar toda a comunicação em um único local (mais fácil de buscar informações sobre um projeto), enviar arquivos, áudios e vídeos, criar funções customizadas e ainda integrar a outros serviços, como Dropbox, Google Drive, Github e muitos outros, facilitando a vida de quem precisa de agilidade.

https://slack.com/

Similares que já testamos:

 

Browser Stack

A partir de $29 / mês
Para quem desenvolve sites, testar o projeto em diversos sistemas operacionais e browsers diferentes pode ser uma tarefa árdua. O Browser Stack permite que sites sejam rapidamente visualizados nos mais diversos sistemas operacionais, browsers e dispositivos, permitindo rápidos ajustes no código.

https://www.browserstack.com/
 

Dropbox

Gratuito para até 2GB de armazenamento
Dropbox é um serviço de armazenamento de arquivos, o chamado armazenamento na nuvem. Com computadores com armazenamentos cada vez menores e com o compartilhamento de arquivos com equipes remotas, o uso de um armazenamento na nuvem se torna quase obrigatório. Existem diversos outros no mercado, mas nenhum é tão charmoso quanto ao Dropbox, que consegue ter uma interface agradável na versão desktop e mobile, seja pelo site ou pelo aplicativo.

https://www.dropbox.com/

Similares que já testamos:

 

Mailchimp

Gratuito para listas de até 2.000 emails, com 12.000 envios mensais
Para manter uma comunicação ativa com clientes é necessário um sistema profissional de envio de newsletters. Sem dúvidas, o Mailchimp é o melhor que já utilizamos. O sistema permite gerenciar listagens de emails, criar envios automáticos por agendamento ou automatizados (como uma data de aniversário ou vencimento de uma fatura), testes A/B e a montagem de mensagens através de um sistema WYSIWYG (What You See Is What You Get ou “O que você vê é o que você obtém”). Além disso, conta com relatórios completos sobre cada campanha de envio de emails.

http://mailchimp.com/

Já testamos diversos outros sistemas de envio de newsletters, mas nenhum vale ser mencionado.
 

Instamizer

Gratuito para 1 perfil do Instagram com até 8 publicações ao mês
Para empresas que gerenciam contas em redes sociais, existem inúmeros sistemas que agilizam processos, agendam postagens e emitem fantásticos relatórios, mas vamos citar apenas o Instamizer ao falar de Redes Sociais pois ele faz o que nenhum outro sistema faz: Permite agendar postagens no Instagram.

https://instamizer.com/
 

Além desses, usamos outros serviços mas esse é o nosso canivete suiço de ferramentas para o dia a dia da agência. E no seu dia a dia, quais ferramentas não podem faltar?

Resolve em 3 minutos?

Já notou como a cada dia as pessoas parecem estar com mais pressa? O sinal mudou para verde e a buzina já toca atrás de você. Você recebe um email e em menos de 1 minuto já recebe uma ligação para saber se leu o email. O seu cliente assina o contrato e 5 dias depois está cobrando o produto, sendo que ainda faltam 30 dias para a entrega.

Analisando a origem dessa pressa, vemos que o mundo mudou muito rápido. Uma lasanha que demorava 1h30 para ficar pronta, sai quentinha do microondas em menos de 10 minutos. Uma carta que demorava 5 dias para chegar ao destinatário, chega em 1 minuto por email. Uma notícia no jornal estampada como “inédita”, já foi lida pela grande maioria das pessoas em sites e blogs no dia anterior.

A tecnologia acelerou os processos, mas como lidarmos com essa velocidade? Como diz o filósofo brasileiro Mário Sérgio Cortella, em seu livro Não Nascemos Prontos, o mundo está entrando em um colapso, pois estamos vivendo uma miojização, onde tudo tem que ser resolvido em 3 minutos. Dessa forma, perdemos a capacidade de esperar, esquecemos que para as coisas acontecerem existe um processo.

Trazendo essa visão para o mercado corporativo, vemos jovens de 22 anos entrando em empresas e querendo ocupar cargos gerenciais em menos de 1 ano, vemos profissionais fazendo tudo com pressa e nada com perfeição (e prazer).

Outro ponto que surge com a pressa é o uso errado da palavra urgente. É imprescindível saber separar o urgente do importante. O importante é algo que foi planejado e temos ciência que, no determinado prazo, será concluído. O urgente é algo inesperado, que surge com a necessidade de ser executado em um tempo menor do que seria, caso fosse planejado.

O único problema é que, na maioria dos casos, o urgente não chega em nossas mãos por um motivo externo ou algo extraordinário, e sim como uma falta de planejamento, o famoso: “deixado para a última hora”.

Nessa hora, o necessário é analisar se essa “urgência“ merece que o planejamento para outros projetos seja desperdiçado, junto com sua madrugada, companhia da família, etc. Se tudo for chamado de urgente, nada será tratado como urgência.

Voltar ao topo