“Qual câmera eu devo comprar?”

Essa é uma pergunta bastante comum de ouvir, geralmente vinda de quem está começando a produzir vídeos ou mesmo em algumas imobiliárias que só querem melhorar a apresentação dos seus imóveis. A resposta (frustrante) é que um bom equipamento ajuda mas está longe de transformar um corretor de imóveis em um destacado fotógrafo ou videomaker.

A primeira coisa a entender é o que você pretende com o equipamento. Existem câmeras com especificações mais apropriadas para fotos e câmeras mais apropriadas para vídeos, embora a grande maioria das câmeras no mercado entreguem alta qualidade em ambos. 

Outro ponto a levar em consideração é se haverá captação em situações de baixa luminosidade, como casas de primeira locação (sem eletrificação), garagens de subsolo ou mesmo a captação de imagens noturnas. Para isso, câmeras com boa resposta de ISO, como as câmeras Sony, garantem imagens claras e limpas, sem ruído (granulado).

O setup ideal vai depender dos seus objetivos e também do seu poder de investimento, mas vamos listar alguns equipamentos que consideramos importantes para a produção de fotos e vídeos para o mercado imobiliário: 

CÂMERA

Câmera é um ponto que cada profissional tem a sua preferência. Os profissionais, nesse ponto, parecem torcedores de times, cada um defendendo a sua marca preferida. Na Izanagi, somos dos times Sony e DJI, mas não temos nada contra outras marcas, como Nikon ou Canon. Apenas não dominamos essas câmeras e no fim, a melhor marca é a que gente domina os presets.  Por aqui, usamos a Sony A7iii, Sony A9 e a DJI Osmo Raw

LENTES

Embora todos perguntem qual máquina devem comprar, a pergunta certa deveria ser: Qual lente devo comprar? Justamente por isso, muitas lentes são mais caras do que as câmeras. Para filmagem ou fotografia de imóveis, o ideal é ter uma lente grande angular no seu kit, como uma lente 16 35mm, e uma mais fechada, como a lente 50mm. Outro ponto importante é verificar a sua abertura, preferindo lentes mais abertas para que consiga imagens mais claras, como as lentes f/1.8 ou f/2.8. 

ESTABILIZADOR DE CÂMERA

Se você quer filmar os imóveis com qualidade e sem tremedeira nas imagens, você vai precisar de um estabilizador de câmera. Existem grupos de profissionais que são verdadeiros defensores da filmagem livre, com a câmera na mão mas na Izanagi, preferimos imagens mais estabilizadas, por isso optamos e aconselhamos o uso de um gimbal ou steadicam. Nós usamos a linha da DJI de gimbals, com o Ronin-S para a Sony e a OSMO para a x5R.

TRIPÉ

Ainda falando sobre estabilização de imagem, o tripé é um acessório essencial para fotos e vídeos. Por acharem trambolhudo de carregar, muitos corretores não investem em um tripé para as suas fotos. 

O tripé é um acessório que irá ajudar o fotógrafo iniciante a conseguir imagens mais nítidas, já que ao estabilizarem a câmera, terão imagens sem a tremida do clique. Para fotos, um tripé barato já garante a estabilidade da foto.

Já na produção de vídeos, o tripé é um aliado mais importante para movimentos (pan, tilt, etc), movimentos de monopé e para prender outros acessórios, como um slider. Assim, é importante investir em um tripé com cabeça hidráulica, para movimentos mais fluídos. As linhas da Manfrotto são excelentes, mas com preços mais salgados. Uma marca de tripé hidráulico que atende bem, sem custar muito são os tripés da Benro

DRONE

Os drones facilitaram muito a captação de imagens aéreas, seja para vídeos ou fotos. Para o mercado imobiliário, permite mostrar as proximidades, imóveis vizinhos e os detalhes de um  imóvel, dando mais graça a montagem do filme. 

Mas antes de comprar um drone e sair voando por aí, é importante lembrar que o bichinho deverá ser homologado pela ANATEL e registrado na ANAC e DECEA. A falta de um dos três registros, poderá levar ao recebimento de multas e a apreensão da aeronave. 

Quanto aos modelos existentes, tudo vai depender do objetivo e a bufunfa que separou para a compra do drone. Aconselhamos a linha Mavic (DJI) pelo custo benefício.  É um drone com ótimas imagens, além de leve e muito pequeno, chegando ao tamanho de iPhone quando dobrado. Agora, se você deseja imagens mais cinematográficas e, principalmente, se você deseja filmar a noite, será importante aumentar o investimento e voar com um Inspire 1 ou Inspire 2 (Ambos da DJI). Se você optar por uma câmera x5R (DJI) que citamos acima, ainda poderá removê-la do gimbal Osmo e prendê-la no Inspire 1, pegando imagens em 15mm com incríveis f/1.7 de abertura. Caso opte pelo Inspire 2, você tem a inigualável oportunidade de filmar com as x5S ou x7

ILUMINAÇÃO

Para filmar imóveis a noite ou imóveis de primeira locação, sem iluminação, é importante que você tenha alguns painéis de led para jogar uma luz nos ambientes que irá filmar. Mas se você é um corretor e não quer entrar de cabeça no mundo do audiovisual, nosso conselho é que só capte suas imagens durante o dia. O uso de iluminação artificial requer calibragens de temperatura de luz na câmera e cuidados para não gerar sombras na imagem.  

Caso opte em investir em painéis de led, a marca mais confiável é a Aputure. Mas se busca soluções mais baratas, a marca chinesa Yongnuo quebra um galho. 

MICROFONE

Em geral, um filme de imóveis não precisa de captação de áudio, mas caso queira captar o som da água na piscina ou o som dos pássaros, não pense em usar o microfone interno da câmera, pois vai ficar cheio de ruídos. Para captar o som ambiente, a linha mais econômica da Rode (VideoMicro) resolve com maestria a captura do áudio. 

SOFTWARE DE EDIÇÃO 

Seja a câmera que for, com a lente que for, você vai precisar tratar as suas fotos e editar o seu vídeo após a captura das imagens. Para ambos os casos, foto ou vídeo, você tem diversos softwares disponíveis. Por aqui, usamos os produtos da Adobe, sendo o Photoshop e Lightroom para tratamento de fotos, o Premiere para edição dos vídeos, Audition para tratamento do áudio e trilhas sonoras e o After Effects para efeitos visuais e vinhetas do vídeo. 

Em cada equipamento acima, colocamos o link do produto à venda na Internet e criamos abaixo 2 setups de equipamentos: um enxuto e outro dos sonhos. Mas lembre-se: o profissional criativo faz muito com pouco. Se a sua câmera não tem um ISO potente e sua lente não é clara, opte por filmar em dias ensolarados. Se não tem drone, use o seu tripé como grua e faça imagens “subindo”. O importante é não ficar parado enquanto os concorrentes estão inovando. 

* Todos os valores nesta página foram retirados de anúncios no Mercado Livre, buscando o menor preço por produtos novos.

Voltar ao topo